Logo
Print this page

Dia Mundial da Poesia

«A poesia é um acto de paz.»

Pablo Neruda 

A poesia continua a ser a «música da alma», como defende Voltaire. É pelas palavras da poesia que entramos na beleza das coisas, do mundo e das pessoas. 

A leitura de poemas possui uma elevadíssima função lúdico-pedagógica. Ler poemas enriquece e humaniza as pessoas, tornando-as melhores, mais compreensivas, valorizando o bem, o belo e o que de bom acontece, na vida. 

A Turma A do 9.º Ano da Escola Montelongo comemorou o Dia Mundial da Poesia, 21 de Março, tendo organizado um «Recital de Poesia online», subordinado ao tema «Um poema por dia…Nem sabe o bem que lhe fazia». Este projeto deu origem a um vídeo, produzido pelo grupo-turma, que fica, aqui.

Por seu lado, Vitória Costa e Gonçalo Lopes, alunos do ensino articulado, conquistaram o primeiro lugar, apresentando o melhor trabalho de pares, numa simbiose perfeita entre as três artes: poesia, música e dança.

A Bailarina, Vitória Costa, numa coreografia diáfana, acompanhou, de forma sublime, a declamação do «Cântico Negro» de José Régio, ao som do Trompetista, Gonçalo Lopes, em «Bohemian Rhapsody» dos Queen.

Se para Mel Fronckowiaka, «a música é a poesia em aula de dança», temos, aqui, este excelente trabalho de fusão das artes, que partilhamos de seguida.

Por outro lado, o aluno Gonçalo Lopes, Delegado de Turma, concorreu ao «Grande Prémio de Poesia online» e ficou em primeiro lugar, com o poema «Porque» de Sophia de Mello Breyner Andresen, que partilhamos, a seguir.

Produzido porIntuition Button.