“Não fume e terá os pulmões da cor do coração; se fumar terá pulmões da cor do carvão”

Turma vencedora deste Peddy-Paper - 9ºCR - Parabéns!!

O habitual Peddy-Paper prova pedestre de orientação, decorreu no dia 30 de maio com a participação de todas as turmas do 3.º CEB da EBPJF e duas turmas da EBM (7.º B e 9.º A) e consistiu mais uma vez, num percurso pela Penha (Guimarães) ao qual estiveram associadas várias questões e desafios correspondentes aos diferentes pontos do percurso a realizar. Este ano inseriram-se questões elaboradas pelos alunos do 7.º ano de escolaridade relativas ao “Cavaleiro da Dinamarca”, no âmbito do Projeto de Turma – Cem anos de Sophia de Mello Breyner Andresen. Durante a manhã e até à hora do almoço, os participantes percorreram a Penha de uma forma diferente, ultrapassando desafios, realizando atividades lúdicas, tirando fotografias, redigindo frases e textos e tornando-se cidadãos mais alertas para as questões dos hábitos de vida saudável e para o ambiente em geral.

Agora imagine-se a andar pelas históricas e pitorescas zonas da Penha, percorrendo caminhos, apreendendo novos conhecimentos e fazendo a descida para o centro da cidade de Guimarães de teleférico. Garantimos que a experiência é única e o resultado é sempre gratificante.

Os Professores,

Cláudia Arnaud Marques

TóZé Basto

Por lapso no envio/recepção de fotografias, texto e frase da turma do 9ºDR, foi alterada a pontuação do Peddy-Paper. Pelo fato, pedimos desculpa.

Classificação

turma/pontos
9ºCR 91
9ºDR 85
7ºCR 83
8ºCR 75
7ºBM 70
7ºAR 69
9ºAM 65
7ºBR 62
8ºAR 61
10º 9ºBR 48
11º 9ºAR 47
12º 7ºDR 46
13º 8ºDR 39

Textos e frases do pedy-paper

7ºAR

Texto:

O dia foi divertido. O elemento do nosso grupo escorregou no penedo do barco. Começamos por visitar o Santuário. De seguida fomos fazendo as actividades proporcionadas pelos professores, como por exemplo calcular a área de uma construção circular, tirar fotografias a certos locais, etc. depois almoçamos num parque de merendas. De seguida deslocamo-nos até ao teleférico e fomos para à beira do Castelo de Guimarães. No final viemos para a escola.

Frase: “Ser poderoso é dizer não ao Tabaco. E nós somos Poderosíssimos”

 

7ºBR

Frase: “Melhor que nem fumar é nem experimentar”

 

7ºCR

Texto:

Durante o nosso percurso, tivemos algumas peripécias, mas também muitas aventuras. Iremos então falar delas no geral.

Tudo começou quando a diretora da nossa turma ficou furiosa por os rapazes desaparecerem misteriosamente. E imagonem porquê: foram salvar um cachorrinho preso entre dois penedos. Esta situação é mais uma prova do nosso espírito de solidariedade para com os animais e não só. Somos assim nas ocasiões mais improvisadas, e não só é propaganda!

Bom, voltou tudo ao normal, incluindo o estado de espírito da diretora. Mas não pensem que a história acaba por aqui! Houve muitas mais aventuras no 7ºC.

Pelo caminho, um colega nosso caiu e aleijou-se no joelho, coisa que se resolve. Outro, tentou aventurar-se e acabou com montes de picos nas calças. Enfim, tantas aventuras…

Uma peripécia mais perigosa aconteceu quando um membro do nosso grupo, na ida para o desfiladeiro caiu de um penedo, mas lá se recompôs. Por outro lado, a mais cómica foi quando o Rui entrou na casa de banho errada.

Na parte de tarde, alguns membros da turma subiram ao penedo mais alto da montanha! Foi incrível.

Bom, tivemos de ir para o teleférico para… termos um ataque de vertigens! Estamos a brincar. Foi incrível.

Após algum tempo, foi a hora de irmos para a escola de novo.

Adeus e até ao próximo ano!

Frase: “”Faz parte da solução e não da poluição… Não Fumes!”

 

8ºAR

Texto:

Hoje, um membro da nossa turma escorregou e quase atirou o outro pelas escadas abaixo.

Passamos várias vezes no mesmo local, sem nos apercebemo-nos que era dele que estávamos à procura.

Frase: “Não fume!!! No futuro vais desejar ter parado hoje!”

 

8ºCR

Texto:

A Inês foi buscar o almoço e, quando desceu o muro pequenino, dobrou o prato que tombou a comida em cima dela. Quem estava à volta começou a rir.

Na descida de teleférico, cinco alunos e a professora de Matemática tiveram um episódio engraçado: antes de entrarem, a professora disse a um aluno “gordinho” que não se abanasse muito porque não queria cair, que estava com medo de morrer e os alunos começaram a rir e a brincar.

Frase: “Não fume e terá os pulmões da cor do coração; se fumar terá pulmões da cor do carvão”.

 

8ºDR

Frase: “Poupe o seu tempo de vida e não desperdice a Fumar”

 

9ºCR

Texto:

O Peddy-paper começou logo quando chegamos à Penha e recebemos o nosso “Guia”. Lemo-lo e começamos a «fazer-nos à estrada», com a ideia e ambição de sermos os vencedores deste ano, até chegarmos ao santuário da Penha onde respondemos às questões sobre esta.

De seguida, seguimos para Norte onde encontramos o monumento aos aviadores (Gago Coutinho e Sacadura Cabral), mais para Norte onde medimos a área do círculo e medimos quantos litros, por hora, deita a fonte, um pouco mais para frente encontramos a capela de S. Cristóvão, juntamente com a gruta.

Assim, lançamo-nos à procura dos penedos (Do Sino, Do Susto, Que Abana, etc.) e das figuras esculpidas nos penedos (Nª Sª Lurdes e S. Cristóvão) para tirarmos as fotos com e sem a turma, sem esquecer a oliveira com líquenes. Por fim, fomos ao Miradouro Papa Pio IX, onde tiramos algumas fotografias, resolvemos o questionário e gozamos da excelente vista do “berço da nação”. Também estivemos algum tempo atrás da varanda dos namorados onde tiramos a última foto e acabamos o Peddy-paper.

Para completar a aventura, após o almoço, a turma aventurou-se por entre os penedos, e refrescou-se jogando “ao molha”. Para encerrar o dia, tivemos a oportunidade de fazer a viagem de descida do teleférico e privilegiar a fantástica vista do teleférico sobre a cidade de Guimarães.

Foi um excelente e prazeroso momento de convívio, de confraternização e de aprendizagem entre colegas e com a diretora de turma.

Frase: “Diz não ao tabaco, protege-te a ti e aos outros!”

 

9ºAM

Texto:

Tudo estava a correr lindamente até o André bater a cabeça no retrovisor do autocarro, foi um começo muito engraçado.

Depois disso começamos o nosso percurso todos juntos, em primeiro lugar todos procurávamos as respostas até nos apercebermos que estávamos atrasados em relação aos outros. Então, decidimos fazer grupos de três pessoas e cada grupo iria procurar o respetivo penedo. Quando encontrássemos o penedo voltaríamos ao ponto de encontroe iríamos todos juntos. Os melhores momentos foram no Penedo que Abana e na Estátua de S. Cristóvão. No penedo que Abana a Francisca quase ia a cair porque o penedo que Abana realmente abana.

Na estátua outra pessoa ia cair se o Miguel não fosse a tempo de a segurar, essa pessoa foi também a desastrada Francisca.

A Ana quase ia fazer uma visitinha ao hospital, ao descer ela prendeu o pé, mas graças a Deus ela prevalece inteira.

Depois de todas estas desgraças finalmente fomos comer pois mais ninguém aguenta andar mais sem almoçar.

Quando acabamos de comer tivemos uma pausa para descansar e logo andar de teleféricoe foi o fim da aventura.

Frase: “Diz não ao cigarro, luta pela tua vida”

 

9ºDR

Texto:

O percurso imaginava-se difícil mas cedo ficámos aliviados pois, quando recebemos o «book» das mãos do professor TóZé, verificámos que ia ser curto, fácil e muito interessante.

Segundo a Juliana, quem tem escuteiros no grupo desenrasca-se sempre. E assim foi, ela foi uma verdadeira líder; virou-se para o grupo e disse: «temos de fazer isto tudo certinho! Vamos descobrir estas questões de Português, de História, de Ciências, os santos, penedos, animais, e outros que tais». Até as professoras obedeceram! Uma bem dizia: «Ai as minhas articulações!»; a outra lembrava: «Sabem que a minha hérnia não me deixa mexer o braço direito!». «Ó storas, aqui não há ai nem ui, somos do 9º ano, não vamos ficar mal, vamos lá mexer as perninhas e pôr as cabecinhas a funcionar!» e repetiam: «Com a ajuda das duas, vamos fazer um brilharete!»

Metemos mãos à obra, pés ao caminho e tudo corria bem, até ao momento em que medíamos o caudal da fonte solicitada. Aí, o Pedrinho, muito escondidinho, resolveu fazer batota e a DT já ia perdendo a paciência: «Como é, isto deita aos soluços!? Assim não dá!». Gargalhada total, porque todos viam a marotice do colega.

Ah, e achar o perímetro?! «Não há problema», diziam todos: «A Leonor é uma máquina a Matemática, está no papo!» Contudo, não foi fácil, havia cinco fitas métricas e só uma é que serviu (complicações das nossas cabeças e muito sono à mistura).

Logo de seguida foi a vez do Tiago: «Está aqui um santo pequenino (Santo Elias) para nos abrir os olhos, é o advogado do sono e, depois, vamos à capela na Nossa Senhora do Carmo que tem o nome da nossa DT, advogada de defesa da nossa turma!»

Há medida que avançávamos, dizia o Marco: «Nunca pensei utilizar conhecimentos de tantas disciplinas num peddy paper!» Ao que responde a Tânia: «E eu nunca estive tanto tempo a admirar penedos, e ainda por cima a fotografá-los! Ai Soraia, que sítios tão românticos!!»

Lá continuámos e concluímos a nossa missão, valeu-nos a mãozinha da professora Luísa nas questões da obra literária («O Cavaleiro da Dinamarca»), é que ela anda mal das articulações mas a cabecinha ainda não perdeu qualidades.

Tratámos da mente e, de seguida, alimentámos o corpo e a alma: o primeiro, com um delicioso arroz à valenciana; a segunda, com a viagem de teleférico que permitiu, até aos mais medricas, a observação deslumbrante do «Berço da Nação».

Frase: "Se começares a fumar, a tua vida vais desmoronar!"